Economia

Portway e trabalhadores assinam novo contrato de trabalho

Empresa tem atravessado período conturbado, marcado por jornadas de greve dos trabalhadores. Portway garante que foi alcançada “paz social”. SINTAC ficou fora do acordo.

Depois de várias jornadas de luta, a Portway e os trabalhadores chegaram a um consenso para a assinatura de um novo acordo de empresa. Em comunicado enviado às redações, a Portway – empresa de apoio de passageiros em terra nos aeroportos – classificou este acordo “equilibrado para todos os envolvidos”.

O acordo prevê o pagamento da progressão de carreiras equivalente a retroativos a janeiro de 2019, a inclusão no acordo de todos os trabalhadores, de todos os negócios e atividades da Portway, aumentos salariais acima da inflação para os três anos de duração do acordo, um pacote alargado de benefícios sociais, nomeadamente um seguro de saúde aplicável a todos os trabalhadores, o fim do “banco de horas” e a manutenção das medidas de organização do trabalho acordadas na anterior negociação.

Na nota, a Portway afirma que com este acordo estão “reunidas todas as condições para a manutenção de um ambiente de paz social e para que toda a organização se possa concentrar no futuro e no desenvolvimento do negócio”.

O acordo teve a concordância da maioria das estruturas sindicais com representação na Portway, nomeadamente o Sindicato dos Trabalhadores da Aviação e Aeroportos (SITAVA), Sindicato Democrático dos Trabalhadores dos Aeroportos e Aviação (SINDAV), Sindicato dos Técnicos de Handling dos Aeroportos (STHA) e Sindicato dos Trabalhadores da Marinha Mercante (SIMAMEVIP), agências de viagens, transitários e pescas, com excepção, até ao momento do Sindicato Nacional Dos Trabalhadores Da Aviação Civil (SINTAC).