Internacional

Vídeo mostra menina de cinco anos a ser agredida em autocarro escolar enquanto motorista nada faz

Agressões duraram os 45 minutos do percurso de casa para a escola.


O motorista de um autocarro escolar foi transferido de rota, depois serem reveladas imagens de videovigilância que mostravam que o homem nada fez quando uma menina de cinco anos era agredida por crianças mais velhas, durante uma viagem em novembro do ano passado, em Dallas, no Estado norte-americano do Texas.

Audrey Billings, a mãe de Alexis, a vítima, recebeu um vídeo de 13 minutos no fim de semana passado, que mostrava a filha a ser atacada por outras crianças. A mulher revelou, de acordo com a NBC, que pagou 600 dólares, cerca de 539 euros, para obter as imagens de videovigilância do autocarro e ver as caras dos agressores.

O vídeo mostra o que parece uma criança mais velha a agredir Alexis, que está sentada ao seu lado. Outro aluno, que está por trás, junta-se às agressões. A criança é ouvida a chamar o motorista do autocarro, que não intervém. Mais tarde, o vídeo mostra a criança a bater na outra de volta, o que a mãe descreveu como “autodefesa”.

"Eu enlouqueci. Não podia acreditar no que vi. Não podia acreditar que havia um adulto lá e que poderia ter parado aquilo", disse a mãe.

Segundo a menina, as agressões duraram os 45 minutos do percurso de casa para a escola. De acordo com Audrey Billings, as outras crianças frequentavam uma escola diferente.

Um porta-voz daquele distrito escolar disse que as crianças envolvidas no incidente foram castigadas. No entanto, não foram reveladas quais as sanções.

A mãe garante que Alexis não vai voltar a apanhar o autocarro para a escola. A família está a tentar perceber como pode apresentar queixa na justiça.