Sociedade

Câmara de Loures "inclinada" para gestão pública no Beatriz Ângelo

Este é o quarto e último hospital gerido em parceria público-privada no SNS sobre o qual o Estado tem de tomar uma decisão. 

Com a não renovação do contrato de gestão do Hospital Beatriz Ângelo, pelo grupo Luz Saúde, terminam as Parcerias Público-Privadas (PPP) no SNS. A gestão do hospital vai manter-se durante os próximos dois anos pois, contratualmente, o Estado tinha até este sábado para informar se mantinha ou não a PPP.

Em declarações à TSF, o presidente da Câmara de Loures afirmou que esta decisão "pode pode abrir o caminho do regresso à gestão pública, mas isso não está clarificado". "Essa é a nossa inclinação, que o hospital deve voltar à gestão pública, embora tenhamos uma boa relação institucional, com a atual gestão do hospital", explicou.

Bernardino Soares espera, no entanto, que "o Governo, nos próximos tempos, venha a anunciar o que é que pretende para o Hospital Beatriz Ângelo em termos de gestão".