Economia

Taxa de juro do crédito habitação desceu

INE fechou contas de 2019, com dados médios de taxa de juro de 1,060%, capital em dívida de 943 euro e prestação mensal de 246 euros.

A taxa de juro no crédito à habitação desceu para os 1,011% em dezembro de 2019, caindo 0,6% em comparação com o mês anterior. Em novembro, o valor registado tinha sido de 1,017%.

Os dados foram esta segunda-feira divulgados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), que adianta ainda que nos contratos celebrados nos últimos três meses a taxa de juro desceu de 1,086% para 1,065%.

No mês em análise, o capital médio em dívida aumentou 34 euros face a novembro, fixando-se agora nos 53 460 euros. De acordo com o INE, nos contratos celebrados nos últimos três meses o montante médio do capital em dívida foi de 102 938 euros, mais 808 euros do que o verificado no mês anterior.

A prestação média em Portugal subiu dois euros, para os 248 euros (feitas as contas, o gabinete estatístico conclui que 203 euros dizem respeito a capital amortizado e 45 euros a pagamento de juros). Em relação aos contratos celebrados nos últimos três meses, a prestação média aumentou 29 euros, para os 365 euros.

Em 2019, a taxa de juro média anual para o total do crédito à habitação fixou-se em 1,060%, valor 2,5% superior ao ano anterior. O capital médio em dívida aumentou 943 euros, para 52 940 euros. A prestação média mensal aumentou 2% (correspondente a cinco euros), para os 246 euros.