Internacional

Presidente da Ucrânia dá ‘oportunidade’ a PM crítico

Primeiro-ministro foi ‘apanhado’ a criticar capacidade do Presidente. Chefe de Estado deu-lhe ‘segunda oportunidade’.


O primeiro-ministro da Ucrânia, Oleksiy Honcharuk, viu-se envolvido numa polémica depois de ser tornado público um áudio em que alegadamente critica o Presidente ucraniano Volodimir Zelenski. Pediu a demissão, mas esta não foi aceite pelo Presidente.

Na gravação, datada de dezembro, Oleksiy Honcharuk parece colocar em causa a competência de Volodimir Zelenski para tratar de assuntos relacionados com economia, chegando mesmo a classificar a capacidade do chefe de Estado ucraniano nesta matéria como «primitiva». A conversa, divulgada no Youtube, terá decorrido no âmbito de um encontro informal que reuniu vários políticos e responsáveis do Banco da Ucrânia. Além de Honcharuk, é possível ouvir ainda as vozes da ministra das Finanças, Oksana Markarova, e da subdiretora do Banco da Ucrânia, Ekaterina Rozhkova.

Na sequência da divulgação deste áudio, Honcharuk anunciou, através do seu Facebook, que apresentou ao presidente a sua carta de demissão. «Com a finalidade de dissipar todas as dúvidas e pela confiança em relação ao Presidente, escrevi uma carta de demissão», lê-se na publicação. Honcharuk esclarece que o registo áudio que o compromete foi «manipulado» e que tem apenas como objetivo criar a opinião «artificial» que o próprio e a sua equipa não confiam no presidente ucraniano.

Volodimir Zelenski reuniu-se com caráter de urgência com o líder do Governo, decidindo no final do encontro «dar uma oportunidade» ao Executivo liderado por Honcharuk.

Antes do anúncio de Zelenski, o gabinete da presidência emitiu um comunicado no qual exige a abertura de uma investigação judicial para «que dentro de duas semanas, se possível antes», se possa saber com exatidão «quem fez as gravações» de forma a «esclarecer a situação».