Sociedade

Jovem esfaqueado por colega em Gondomar não morreu "por mero acaso"

Polícia Judiciária emitiu um comunicado a esclarecer o sucedido

A Polícia Judiciária emitiu esta manhã um comunicado onde esclarece o episódio que sucedeu ontem na Escola de Santa Bárbara, em Fânzeres, em que um jovem de 17 anos esfaqueou outro de 16.

A PJ começa por referir que, através da Diretoria do Norte "dentificou e deteve, fora de flagrante delito, um homem pela prática de um crime de homicídio qualificado na forma tentada".

De seguida, esta força policial explica que o arguido foi "movido por desejo de vigança", tendo surpreendido a vítima e agredido-a "com uma arma branca na região da face e das costas". Explica mesmo que o arguido apenas não provocou a morte da vítima "por mero acaso".

"O detido, de 17 anos, estudante, com registo escolar marcado por episódios de violência, vai ser presente a primeiro interrogatório judicial para aplicação das medidas de coação tidas por adequadas", conclui o comunicado.