LifeStyle

Um café por dia? Não sabe o bem que lhe fazia

Cientistas explicam quantos cafés devemos beber para diminuir em até 18% o risco de morte prematura.

Duas novas pesquisas revelaram que quem consome, pelo menos, um café por dia vive mais, comparativamente com quem não ingere este alimento.

Ambos os estudos, divulgados através da publicação HuffPost US, apontam que beber 350 ml de café por dia diminui, em 12%, as hipóteses de morte prematura durante 16 anos. Os estudos acrescentam ainda que, no mesmo período temporal, esta probabilidade diminui em 18% se a pessoa ingerir três chávenas da bebida a cada 24 horas.

Segundo Marc Gunter, da Agência Internacional de Pesquisa sobre Cancro(Iarc) da Organização Mundial da Saúde (OMS), “beber até três chávenas de café por dia não é mau para a saúde”. Os dados apurados sugerem, segundo o investigador, que um consumo destes, considerado moderado, e a consequente incorporação deste alimento na dieta, pode trazer benefícios.

A primeira pesquisa envolveu uma amostra de 1,5 milhão de pessoas com mais de 35 anos e residentes em 10 países europeus. Segundo a pesquisa, publicada na revista Annals of internal Medicine, os voluntários foram seguidos durante 16 anos - período durante o qual morreram 42 mil pessoas.

Tendo em conta os hábitos alimentares e consumo de tabaco, os investigadores concluíram que a quem bebia diariamente café está associado um menor risco de morte por qualquer causa, principalmente relacionada com o sistemas circulatório e digestivo.

Também a segunda pesquisa, que envolveu 215 mil pessoas, todas residentes nos Estados Unidos, mostrou que beber uma chávena de café por dia diminui o risco de morte prematura, até três cafés por dia.