Internacional

Três mortos em queda de avião que combatia incêndios na Austrália

As vítimas mortais eram bombeiros norte-americanos

A queda de um avião C-130 que estava envolvido no combate aos incêndios em Nova Gales do Sul, na Austrália, provocou a morte de três norte-americanos, segundo declarações das autoridades à ABC, aumentando assim o número de mortos devido aos incêndios para 32. Os motivos que levaram à queda do avião são ainda desconhecidos. 

“Não sabemos ainda o que causou a queda. Simplesmente perdeu contacto com o aparelho”, disse Shane Fitzsimmons, responsável do Rural Fire Service (RFS).

As vítimas mortais eram bombeiros norte-americanos. “A fraternidade dos bombeiros é como família, uma família pequena, e os tripulantes eram bem conhecidos, não apenas aqui na Austrália”, sublinhou. Segundo Fitzsimmons, a queda provocou uma bola de fogo que continua ativa e está a ser combatida pelos operacionais.

A Coulson Aviation, empresa a que pertencia a aeronave, decidiu, por segurança, suspender os outros voos. “O serviço está suspenso enquanto é feita uma análise para garantir que não pode haver problemas adicionais noutros aparelhos. Os militares estão a ajudar nessa avaliação”, explicou o responsável do Rural Fire Service.