Internacional

Governo alemão proíbe grupo neonazi Combat 18

O 18 no nome da organização significa as 1.ª e 18.ª letra do alfabeto, respetivamente A e H, correspondentes às iniciais de Adolf Hitler.

O ministro do Interior alemão, anunciou, esta quinta-feira, a ilegalização de um ramo da organização neonazi Combat 18. Com esta medida, o Governo pretende passar uma “mensagem clara” para todos os grupos de extrema-direita e antissemitas.

Seis estados alemães foram alvos de buscas em locais frequentados por membros desta organização. Na operação estiveram envolvidos mais de 200 agentes, que se mobilizaram em Mecklemburgo-Pomerânia (nordeste), Brandeburgoo (leste), Hesse (centro), Turíngia (centro), Renânia do Norte- Vestefália (oeste) e Renânia-Palatinado (sudoeste).

Segundo o ministro, foram apreendidos, durante as operações, telemóveis, computadores, armamento, parafernália nazi e propaganda. "A proibição de hoje é uma clara mensagem de que o extremismo de direita e o antissemitismo não têm lugar na nossa sociedade", disse Horst Seehofer.

Segundo o Ministério do Interior, o Combat 18 Deutschland é acusado de, através da organização de concertos de bandas do grupo extremista, “disseminar extremismo de direita e ódio antissemita”. O 18 no nome da organização significa as 1.ª e 18.ª letra do alfabeto, respetivamente A e H, correspondentes às iniciais de Adolf Hitler.

Recorde-se que, entre 2000 e 2009, membros do grupo Clandestinidade Nacional Socialista (NSU), outro grupo neonazi, mataram nove migrantes e um polícia. Também o ano passado o autarca Walter Lübcke foi vítima de um “repugnante homicídio” e, mais tarde, no mesmo ano, o ataque antissemita em Halle mostrou “da forma mais brutal” que estes movimentos são “uma ameaça considerável, segundo o Ministério.