Politica

Joacine pede mais direitos para deputados sem partido e Pureza pergunta-lhe se está a preparar o futuro

Vice-presidente da Assembleia da República pôs a sala toda a rir.

A deputada única do Livre, Joacine Katar Moreira, defendeu esta sexta-feira o alargamento dos direitos regimentais dos deputados não inscritos em partidos. A posição foi assumida já no final de uma reunião do grupo de trabalho para racionalizar os votos objeto de deliberação em plenário parlamentar.

O também deputado único do Iniciativa Liberal pretendia que houvesse a possibilidade de um voto subir diretamente a plenário se fosse subscrito por mais do que um partido e no âmbito da discussão da proposta de João Cotrim Figueiredo – entretanto afastada pelo PS e pelo PCP -, Joacine sublinhou que o Regimento da Assembleia da República deveria, nesta questão da apresentação de votos diretamente para plenário do Parlamento, contemplar os deputados não inscritos, sem qualquer ligação a partidos.

Ao que o dirigente do Bloco de Esquerda, José Manuel Pureza, respondeu: "Isso é a antecipação de alguma coisa senhora deputada?". A frase do vice-presidente da Assembleia da República foi recebida com gargalhadas, mas a deputada do Livre não deixou a sala sem resposta.

“Antecipação nenhuma senhor deputado, é uma hipótese", atirou Joacine, que devido a várias polémicas internas já foi ‘ameaçada’ com a retirada da confiança política do partido.