Politica

Miguel Relvas diz que nunca trabalhou com Isabel dos Santos e exige pedido de desculpas de Catarina Martins

O antigo ministro dos Assuntos Parlamentares reagiu a declaração da coordenadora bloquista.

Catarina Martins disse hoje que o tratamento especial a Isabel dos Santos "não é de um governo", mas sim de todos os governos. A coordenadora do Bloco de Esquerda, à margem de uma audição pública com pessoas com deficiência, foi questionada sobre as declarações de António Costa, que rejeitou as acusações do Bloco de Esquerda de que foi dado um tratamento especial à empresária angolana.

"O tratamento especial a Isabel do Santos não é de um governo, é de todos. Todos os governos", começou por dizer Catarina Martins. 

A coordenadora bloquista disse que ao longo dos anos responsáveis governativos altenaram "entre pastas do Governo e trabalhar nas empresas de Isabel dos Santos", como Mira Amaral ou Miguel Relvas, ou "à proximidade imensa de Durão Barroso, que enquanto primeiro-ministro, foi a festas de casamento da família de José Eduardo dos Santos".

Já ao final da tarde, Miguel Relvas reagiu, em comunicado a que o Sol teve acesso, garantindo que nunca trabalhou com Isabel dos Santos. “A deputada Catarina Martins mentiu ao associar-me às empresas da Engenheira Isabel dos Santos.  Nunca trabalhei, directa ou indirectamente, com a Engenheira Isabel dos Santos".

 O antigo ministro dos Assuntos Parlamentares exige um pedido de desculpas por parte de Catarina Martins. "Deve pois a Deputada Catarina Martins retratar-se publicamente e pedir desculpa pela mentira que hoje veiculou publicamente em relação a mim”.