Sociedade

Novo vídeo mostra detenção de Cláudia Simões na Amadora. “Não resista! Está-me a morder? Morda, morda”

Gravação revela troca de palavras entre PSP e mulher que terá sido agredida posteriormente.

Estão a circular, nas redes sociais, novas imagens da detenção de Cláudia Simões, a mulher que alega ter sido agredida por um agente da PSP, à frente da filha de oito anos, depois de o motorista ter chamado a polícia por esta não ter o passe de transporte consigo.

O vídeo com pouco mais de sete minutos mostra o momento da detenção de Cláudia Simões, numa paragem de autocarro em Massamá. Na gravação, é possível ouvir-se o agente a dizer à mulher, que está a tentar imobilizar: "Não resista, não vale a pena. Está-me a morder? Morda, morda".

Ouvem-se também as palavras dos populares que assistiram à cena, alguns apelavam à mulher para não resistir, outros acusavam o agente de racismo e de estar a querer matá-la.

O caso ocorreu há uma semana e gerou uma onda de controvérsia, tendo o ministro da Administração Interna sido interpelado por vários partidos acerca da atuação policial no caso.

Sublinhe-se que o motorista, que chamou a polícia na sequência de um desentendimento com Cláudia Simões por falta de passe, foi agredido com violência na sexta-feira à noite, num ato que está a ser interpretado como de retaliação.