Sociedade

Agente da PSP entre 13 arguidos acusados de tráficos de droga em Gondomar

Segundo uma nota do Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP), o agente é apontado como um dos líderes de uma organização criminosa.

O Ministério Público anunciou, esta segunda-feira, que 13 pessoas foram constituídos arguidas por tráfico de droga, entre os quais se encontra um agente da PSP da esquadra de Gondomar, no Porto. Segundo uma nota do Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP), o agente é apontado como um dos líderes de uma organização criminosa.

Depois de efetuada uma investigação patrimonial ao agente,"apurou-se a existência de património incongruente com os seus rendimentos lícitos, razão pela qual foi deduzida a respetiva perda a favor do Estado, no montante de 184.692,32 euros", pode ler-se no comunicado. 

Entre os 13 arguidos, quatro foram acusados de tráfico de droga agravado, mas também do crime de associação criminosa. As autoridades afirmam que os quatro se dirigiram ao sul de Espanha, pelo menos 27 vezes, onde compraram haxixe em quantidades elevadas para depois transportarem a droga para a cidade do Porto, onde a vendiam. Os restantes arguidos são acusados de venda e consumo de haxixe.