Internacional

Caso macabro de três crianças encontradas mortas está a chocar a Irlanda. Mãe já foi detida

Depois de realizadas as autópsias aos menores e a investigação ter concluído que não houve nenhum sinal de invasão à habitação, as autoridades detiveram a mulher, sob suspeita de ter sedado e depois sufocado os filhos.

Deirdre Morley, a mãe das três crianças encontradas mortas, na passada sexta-feira, em Dublin, foi detida pelas autoridades irlandesas esta terça-feira, segundo o Irish Times.

Ao chegar à residência, na passada sexta-feira, o pai das crianças, Andrew McGinley, encontrou um bilhete assustador na porta: "Não subas, chama o 112". Depois de alertar as autoridades, o pai das crianças encontrou Conor, de 9 anos, Darragh, de 7 anos e Carla, de 3 anos, mortos em casa.

Deirdre Morley, enfermeira de 40 anos, foi encontrada desmaiada no meio da rua, perto da habitação, por um taxista e foi levada para o hospital, onde esteve a recuperar de uma possível overdose.

Depois de realizadas as autópsias aos menores e de a investigação ter concluído que não houve nenhum sinal de invasão à habitação, esta terça-feira, as autoridades detiveram a mulher, sob suspeita de ter sedado e depois sufocado os filhos.

Esta segunda-feira, o pai das crianças, Andrew McGinley, falou pela primeira vez sobre a tragédia. “Não há palavras, há apenas devastação, tristeza e angústia. Cada vez que respiro é uma luta. Conor, Darragh e Carla eram adorados. Os três tinham um futuro bonito e brilhante pela frente com a família, amigos e inseridos numa comunidade que os amava. A todos os pais peço que acariciem os seus filhos sempre que possível, digam o quanto os amam sempre que puderem, gastem cada minuto livre com eles a ler, brincar e a desfrutar da sua maravilhosa presença”, lê-se no comunicado enviado às redações.