Vida

Noiva de Aaron Hernandez quebra silêncio sobre documentário que diz que estrela da NFL era homossexual

Aaron Hernandez suicidou-se na prisão em 2017.

A noiva de Aaron Hernandez quebrou o silêncio desde a estreia da série da Netflix dedicada à estrela da NFL (liga de futebol americano profissional dos Estados Unidos). Shayanna Jenkins esteve no programa "Good Morning America" e falou sobre o facto da série "Killer Inside: The Mind of Aaron Hernandez", sugerir que o jogador, que se suicidou na prisão em 2017, era homossexual.

Shayanna Jenkins diz que não sabia se Aaron Hernandez era gay, mas que não se importaria se o fosse.

"Eu não o amaria de maneira diferente", disse. "Eu teria entendido", acrescentou.

Recorde-se que durante a série, que acompanha o julgamento da estrela da NFL por homicídio, Dennis SanSouci, um colega de Aaron Hernandez, diz que ambos mantiveram um relacionamento sexual antes de irem para a universidade.

Shayanna não contesta as alegações, mas diz ser injusto falar sobre a sexualidade de alguém quando essa pessoa não está por perto para opinar.

"Embora eu tenha tido uma filha com o Aaron, não posso dizer como ele se estava a sentir por dentro", disse Jenkins.

"Se ele se sentiu assim, ou se sentiu o desejo, eu gostaria que me dissessem. Eu gostaria que ele tivesse dito porque eu não o amava de maneira diferente. Eu teria entendido. Não é vergonhoso”, considerou.

Recorde-se que Hernandez tirou a própria vida em 2017 -  quando estava a cumprir prisão perpétua pelo assassinato de Odin Lloyd, em 2013.

Questionada sobre se Hernandez era inocente, Jenkins respondeu: "Sim. Claro que sim".