Sociedade

Adiado voo que vai retirar portugueses de Wuhan

O voo que partiu do aeroporto de Beja, esta quinta-feira de manhã, encontra-se em Paris, a aguardar autorização do Governo chinês para aterrar em Wuhan e retirar centenas de cidadãos europeus que estão na cidade.

Os 17 portugueses que vão ser retirados de Wuhan, cidade que se encontra sob quarentena devido ao aparecimento do novo coronavírus, foram informados de que o seu voo foi adiado para sábado, segundo declarações dos mesmos à agência Lusa.

O voo que partiu do aeroporto de Beja, esta quinta-feira de manhã, encontra-se em Paris, a aguardar autorização do Governo chinês para aterrar em Wuhan e repatriar centenas de cidadãos europeus que estão na cidade.

"Esta é uma operação complexa no quadro da concertação da União Europeia e depois há outra coordenação ainda mais complexa com as autoridades chinesas, estando a cidade em quarentena. Estes cidadãos só podem sair com autorização das autoridades de saúde pública e administrativas da China", sublinhou Augusto Santos Silva, numa entrevista à Antena 1.

"É essa autorização que ainda está em curso. E só com essa autorização é que nós podemos dar a operação como bem-sucedida e podemos respirar de alívio", acrescentou.