Sociedade

Esfaqueou-se no peito enquanto casa de onde tinha sido despejado estava a arder

Caso aconteceu no dia em que tinha de entregar a casa. Ficou ferido com gravidade.


Um homem esfaqueou-se no peito, este sábado de manhã, enquanto a casa onde vivia sozinho - e de onde tinha sido despejado pelo proprietário – estava ser consumida pelas chamas, no centro histórico de Évora.

Fonte da PSP, citada pela agência Lusa, afirmou que o homem de 52 anos "saiu para a rua com duas facas na mão" e "avisou os vizinhos que a casa estava a arder dizendo-lhes para saírem das suas casas". Pouco depois, "deu uma facada no peito" na frente de um amigo.

Segundo a mesma fonte, o homem tinha de entregar este sábado, às 12 horas, a casa ao proprietário, na sequência de um processo de despejo.

O alerta foi dado às 8h48 e o inquilino ficou ferido com gravidade, tendo sido transportado para o hospital de Évora.

No local do incêndio, que deixou a casa sem condições de habitabilidade, estiveram os Bombeiros Voluntários de Évora, uma viatura médica de emergência e reanimação (VMER), além da PSP, num total de 18 operacionais e nove veículos.

A Polícia Judiciária foi chamada ao local e está a investigar as causas do incêndio.