Economia

Frequência do TDT muda a partir de sexta-feira

A frequência dos 700 MHz fica livre para a implementação da rede 5G em Portugal. Processo começa nos emissores de Sines e prossegue para o resto do território nacional até 30 de junho.

O processo de mudança da frequência da Televisão Digital Terrestre (TDT) tem início esta sexta-feira, 7 de fevereiro, nos emissores de Sines.

Esta alteração visa libertar a frequência dos 700 MHz, utilizada para levar o sinal da TDT a casa de cerca de 13% da população – que opta por utilizar exclusivamente esta plataforma para ver televisão, o que é um passo fundamental para a implementação da rede de quinta geração (5G) em Portugal

Segundo anunciou anteriormente a Autoridade Nacional de Comunicações (Anacom), “as pessoas saberão que são abrangidas pela mudança se a sua televisão ficar sem imagem”. A Anacom reforçou, desta forma, “a preocupação de assegurar que não será necessário substituir ou reorientar a antena, trocar a TV ou o descodificador, e ninguém terá de subscrever serviços de televisão paga”. No entanto, no caso dos condomínios/edifícios “que tenham instalações com amplificadores mono-canal poderão ter que os substituir”, referiu o regulador.

O regulador vai divulgar a informação relativa às mudanças na TDT através de uma carta e de um folheto entregue em casa das pessoas. Criou ainda uma linha de apoio gratuita (800 102 002) e, caso seja necessário, agenda uma visita gratuita com técnicos para proceder à sintonia.

Entretanto, o processo para a migração da TDT prossegue nos emissores do Algarve, a partir de dia 10 de fevereiro. O processo continuará, do sul para o norte do país, estando previsto ficar concluído no dia 30 de junho.