Sociedade

Ativado plano de contingência nos hospitais portugueses devido a coronavírus

Todas as instituições passam a ter especialistas habilitados no controlo de infeções.

A Direção Geral da Saúde realizou, quinta-feira, uma reunião com as cinco administrações regionais de Saúde e delegados de Saúde, e ficou decidido que seriam ativados todos os planos de contingência ao nível regional, local e das instituições.

"Está a ser feito o treino dos novos profissionais de Saúde e a revisão dos circuitos definidos pelas instituições, nomeadamente das áreas de isolamento", adiantou a diretora-geral da Saúde, Graça Freitas. "Há um reforço dos equipamentos de proteção individual (máscaras e luvas)" e "todas as instituições possuem especialistas habilitados no controlo de infeções", acrescentou.

Já o presidente do INEM, Luís Meira, disse que "para além das duas equipas fixadas para o transporte de casos suspeitos em Lisboa e Porto foram criadas duas outras, em Coimbra e em Faro".

Sublinhe-se que a ativação do plano de contingência foi comunicada no mesmo dia em que, na revista científica Acta Médica, da Ordem dos Médicos, publicou um artigo, no qual vários peritos consideravam que Portugal não estava preparado para receber um caso suspeito de 2019-nCoV, declarações rejeitadas por Graça Freitas.