Economia

Salários dos portugueses aumentaram para 1.276 euros brutos

Dados do Instituto Nacional de Estatística são referentes ao ano passado.

As remunerações brutas em Portugal registaram um aumento de 2,7% em termos nominais para 1276 euros em 2019 face ao ano anterior.

Os dados são do Instituto Nacional de Estatística e revelam que, excluindo os subsídios de férias, Natal e outras componentes variáveis, a remuneração fixa-se nos 1.038, um crescimento de 2,6%.

A verdade é que os salários dos portugueses têm aumentado desde o final de 2017. Segundo o INE, no ano passado, a remuneração total foi mais elevada nas atividades de eletricidade, gás, vapor, água quente e fria e ar frio (3.032 euros) e nas atividades financeiras e de seguros (2.507 euros), tendo subido 0,3% e 0,5%, respetivamente, em comparação com 2018.

Já do lado das remunerações totais mais baixas estão a agricultura, produção animal, caça, floresta e pesca (801 euros) e as atividades de alojamento, restauração e similares (824 euros). Ainda assim, estas atividades registam subidas de 3,5% e 3,6%, respetivamente, em relação a 2018.

No que diz respeito ao último trimestre de 2019, a remuneração bruta dos trabalhadores portugueses rondou os 1.418 euros. O valor representa um aumento de 2,4% face ao período homólogo do ano anterior. Excluindo subsídios e outras componentes variáveis, a remuneração ficou-se pelos 1.041 euros, um crescimento de 2,5%.