LifeStyle

Estudo alerta donos para afastarem chocolate dos cães

A verdade é que este alimento nunca deve ser dado aos cães e pode mesmo causar convulsões, coma e até a morte dos animais. 

Apesar de o chocolate ser uma das maiores tentações entre a grande maioria dos seres humanos, a verdade é que este alimento nunca deve ser dado aos cães e pode mesmo causar convulsões, coma e até a morte dos animais. De acordo com a Reader’s Digest, o chocolate é tóxico para os cães, visto ser composto por uma substância química chamada teobromina, que é difícil de metabolizar, afirma o veterinário do Banfield Pet Hospital, Brendan Russi.

Além disso, o chocolate contém cafeína, o que aumenta os batimentos cardíacos e prejudica o animal. As gorduras e açúcares contidos no doce podem também causar "vómitos, diarreia e uma inflamação dolorosa e perigosa do pâncreas”, segundo a mesma publicação. 

Os especialistas afirmam que todo o tipo de chocolate deve ser evitado, no entanto sublinham que quanto mais puro for o doce ou quanto maior for a sua quantidade, mais problemática será a ingestão para os animais. "Os grãos de cacau puro contêm a maior quantidade de teobromina, seguida de cacau em pó, chocolate amargo e chocolate ao leite", diz Christie Long, veterinária da Modern Animal. 

Muitas vezes os cães ingerem certos alimentos sem os donos quererem - ou porque o encontram caído no chão ou porque invadem o armário durante a noite. O estudo salienta que sinais como vómitos, diarreia, inquietação, batimentos cardíacos elevados, respiração rápida ou superficial podem ser sinais de que o animal ingeriu chocolate. 

Caso exista desconfianças, "é importante consultar um veterinário ou um hospital imediatamente", diz Russi. “A intervenção precoce pode ajudar a evitar alguns dos problemas mais graves”.