Sociedade

Médicos ignoraram sintomas do mesmo cancro que matou o pai e criança acabou por morrer

Alana morreu 19 meses depois do pai ter morrido.

Alana Finlayson, de apenas 15 anos, morreu vítima de um glioblastoma, o mesmo tipo de cancro de 19 meses antes tinha tirado a vida ao seu pai.

Antes de morrer, Alana deixou uma mensagem para evitar que esta história se repita. "Por favor, conte a minha história para que isso não aconteça com mais ninguém", disse Alana à mãe antes de morrer.

A mãe de Alana conta ao jornal Mirror, que depois de ir ao hospital os médicos concluíram que os sintomas da jovem estavam relacionados com um profundo estado de “tristeza” como resultado da perda do pai.

"Fomos dispensados uma e outra vez. Alguns médicos eram tão arrogantes. Se eles tivessem acabado de ouvir o que tínhamos para dizer, talvez a Alana estivesse aqui comigo", disse a mãe de Alana.