Internacional

Adolescente foi morto a tiro depois de defender colega

Poucos dias depois de impedir que aluno fosse agredido, jovem foi assassinado pelo alegado agressor.

Um adolescente foi morto a tiro em frente à sua casa, no Estado norte-americano do Texas, na última quinta-feira, poucos dias depois de ter impedido que o seu alegado assassinado agredisse outro jovem.

De acordo com a polícia, as imagens de videovigilância captaram Samuel Reynolds, de 16 anos, a ser confrontado pelo agressor, de 15 anos, que pegou numa pistola e disparou sobre a vítima.

Samuel Reynolds ainda foi transportado para o hospital, mas acabou por não resistir aos ferimentos. O agressor foi detido, no mesmo dia, após a visualização das imagens.

Segundo as autoridades, poucos dias antes, Reynolds tinha defendido um colega de escola, quando viu o agressor a agredi-lo.

A polícia está também a investigar como o adolescente detido teve acesso à arma.

“Estamos doentes e cansados ​​de ver crianças na nossa comunidade a entrarem em contacto com armas de fogo, possuí-las e usá-las", disse o tenente da polícia de Arlington, Christopher Cook.

Funcionários da Arlington High School, onde Reynolds estudava, colocaram as bandeiras a meia haste para homenageá-lo. O jovem era elogiado e acarinhado por várias pessoas.