Internacional

Hackers denunciam rede internacional de pedofilia

“Já informámos a polícia e algumas autoridades locais, mas nem sequer nos responderam”, explica o líder desta equipa.

Invadiram para denunciar Os piratas informáticos, conhecidos como hackers, da CyberTeam, que conta com portugueses e brasileiros, invadiram os sites oficiais de dez cidades do estado brasileiro da Paraíba nos últimos dias com o objetivo de denunciar uma rede internacional de pedofilia.

Sites modificados para expor rede Segundo o jornal italiano La Republica, os sites institucionais que foram alvo deste ataque cibernauta por parte da CyberTeam foram modificados de forma a  aparecerem não só as páginas de internet que, alegadamente, promovem pornografia infantil, como o nome, morada e outros dados de pedófilos, expondo assim a rede internacional.

Já tinham avisado as autoridades O líder da equipa de hackers CyberTeam, que conta pelo menos com um português, assina no Twitter como Spy_Unkn0wn e garantiu ao diário italiano que o ataque tinha como objetivo obrigar as autoridades a intervir. “Já informámos a polícia e algumas autoridades locais, mas nem sequer nos responderam”, explica o líder desta equipa.

Rede internacional De acordo com Spy_Unkn0wn, os endereços dos sites de pedofilia expostos são da Rússia, Ucrânia, Japão, África e EUA, sendo que alguns estão alojados na Dark Web e outros estão mesmo acessíveis a qualquer um. A grande maioria dos sites promove-se como “agências de modelos para adolescentes e vários como associações de nudistas” e alguns continham vídeos e imagens de crianças a serem abusadas, enquanto outros contam histórias eróticas com menores. Há ainda aqueles que comercializam fotos de crianças a dormir e a brincar entre si.