Internacional

Antiga patinadora revela que foi violada pelo treinador

Presidente da Federação Francesa de Patinagem do Gelo já se demitiu no seguimento da denúncia.

DR  

A patinadora francesa Sarah Abitol revelou que foi abusada sexualmente durante a adolescência pelo então treinador da atleta. Atualmente com 44 anos, Abitol escreveu um livro com o título 'Um Tão Longo Silêncio', onde revelou os abusos de Gilles Beyer, treinador da atleta na adolescência. 

No livro, Sarah Abitol revela que foi abusada sexualmente por Gilles Beyer entre 1990 e 1992. O treinador na altura tinha cerca de 30 anos. "Foi a primeira vez que um homem me tocou", disse Abitol, revelando ainda que a primeira vez que foi abusada tinha 15 anos.

"Durante dois anos, tu dizias à minha mãe: 'Hoje vou ser babysitter da Sarah para podermos treinar'. E tu violaste-me no parque de estacionamento, nos balneários e em cantos e recantos da pista de gelo, que nunca suspeitei que existissem", escreve a ex-atleta.

À boleia das denúncias de Sarah Abitol, outras antigas patinadoras ganharam coragem e revelaram mais episódios que envolvem Gilles Beyer. É o caso de Hélène Godard, atualmente com 54 anos, que revelou ter sido violada por dois treinadores. 

Estas denúncias já levaram à demissão de Didier Gailhaguet, presidente da Federação Francesa de Patinagem no Gelo.