Desporto

“Eu é que mando”. Treinador manda jogador falhar penálti em dérbi de Coimbra

Momento de fair-play num jogo entre duas equipas de Miranda do Corvo.

Numa altura em que se repetem episódios de comportamento de jogadores e dirigentes que envergonham o futebol, a esperança surge de um jogo das distritais de Coimbra.

O episódio aconteceu num dérbi entre o Grupo Desportivo Moinho e o Mirandense, em Miranda do Corvo, quando foi assinalada uma grande penalidade no momento em que um jogador do Mirandense estava caído no chão a aguardar assistência médica depois de ser ter lesionado.

Os jogadores da equipa adversária não pararam o jogo tendo sido assinalada uma grande penalidade no seguimento dessa jogada. No entanto, o treinador deu a ordem ao capitão do GD Moinho para falhar o castigo máximo. “Eu é que mando”, ouviu-se a ordem vinda do banco.