Internacional

Passageira embriagada tenta abrir porta de emergência de avião em pleno voo: "Vão todos morrer"

Mulher tentou abrir a porta do avião, que tinha 206 pessoas a bordo, enquanto gritava “vocês vão todos morrer”.

Uma mulher britânica, de 26 anos, foi condenada, esta quarta-feira, a dois anos de prisão, por um tribunal de Chelmsford, no Reino Unido, por ter tentado abrir uma das portas de saída de emergência de um avião em pleno voo, enquanto estava alcoolizada.

Chole Haines, que estava num avião da Jet2, que fazia a ligação entre Londres e Dalamn, na Turquia, em junho do ano passado, obrigou a que o piloto voltasse atrás e que dois aviões da força aérea britânica escoltassem a aeronave no regresso ao aeroporto britânico de Stansed.

De acordo com o Daily Mail, a mulher tentou abrir a porta do avião, que tinha 206 pessoas a bordo, enquanto gritava “vocês vão todos morrer”, e terá agredido a tripulação e os passageiros que a detiveram.

Haines misturou álcool e medicamentos antes do incidente. Depois de ser detida disse à polícia que tinha desmaiado e não se lembrava do que tinha acontecido.

“O comportamento da senhora Haines foi um dos casos mais graves de comportamento disruptivo dos passageiros que vivenciámos e proibimo-la de viajar connosco para o resto da vida”, frisou Steve Heapy, CEO da Jet2.com e Jet2Holidays, companhia aérea que pede uma indemnização de mais de 85 mil libras, mais de 100 mil euros.