Sociedade

Pedia donativos para instituição de reinserção de toxicodependentes e furtava pessoas que abordava

Suspeito, toxicodependente e com antecedentes criminais por furto, foi detido juntos da sede da instituição fictícia.

A GNR deteve, esta quarta-feira, um homem, de 26 anos, suspeito de burlas e furtos, na Maia.

Segundo um comunicado da força de segurança, emitido esta quinta-feira, “após denúncias de que andariam indivíduos a pedir donativos de porta em porta, para uma instituição de reinserção de toxicodependentes, os militares encetaram diligências no sentido de os identificar”.

“Foi apurado que, para além da instituição ser uma farsa e das eventuais fraudes a ela associadas, os suspeitos furtavam as pessoas que abordavam. Uma das últimas vítimas terá ficado sem a carteira com dois mil euros, um anel em ouro, dois porta-moedas, um conjunto de chaves e diversos documentos pessoais, furtados no interior de uma loja”, explica a GNR.

De acordo com a mesma nota, o suspeito, toxicodependente e com antecedentes criminais por furto, foi detido juntos da sede da instituição fictícia, e tinha na sua posse 370 euros e um anel de ouro.

O detido admitiu a autoria dos factos e foram depois apreendidos os restantes bens furtados: uma bolsa de senhora, Dois porta-moedas; Um molho de chaves; Três cheques; Uma caderneta; Quatro cartões bancários e Documentos pessoais.

Os factos foram remetidos ao Tribunal Judicial de Barcelos.