Internacional

EUA. Propaganda supremacista branca cresceu cerca de 120% em 2019

O FBI admitiu que extremistas racistas são uma “ameaça prioritária à segurança nacional”, semelhante a grupos como o Estado Islâmico. 

A divulgação de propaganda supremacista branca nos EUA aumentou em cerca de 120% em 2019, segundo a Liga Antidifamação, uma ONG norte-americana.

Foram mais de 2700 casos, tendo frequentemente universidades, em quase todos os estados dos EUA. A semana passada o FBI admitiu que extremistas racistas são uma “ameaça prioritária à segurança nacional”, semelhante a grupos como o Estado Islâmico.