Politica

Ex-deputado do CDS afirma que João Moura "não tem desculpa para o crime que cometeu"

"Um homem que fez vida e fortuna com a ajuda de animais, não tem desculpa", escreve Raúl de Almeida.

DR  

Raúl de Almeida escreveu, no Facebook, que João Moura “não tem desculpa para o crime que cometeu”, referindo-se ao facto de, esta quarta-feira, o cavaleiro ter sido constituído arguido por suspeitas de crime de maus tratos e abandono de animais de companhia.

“A revelação dos cães de João Moura é a revelação do seu carácter. Um homem que fez vida e fortuna com a ajuda de animais, não tem desculpa para o crime que praticou. Aplique-se a lei com firmeza, já que se viu que a consciência não o julga nem condena. #shame”, escreve o ex-deputado do CDS.

Na sequência de uma denúncia anónima, os 18 galgos foram resgatados pela GNR e nove destes animais foram acolhidos pela associação protetora de animais Cantinho da Milú, que divulgou um vídeo onde é possível ver que os animais se encontram subnutridos. Um dos cães acabou por morrer após o resgate, devido às comndições em que se encontrava.