Sociedade

Venezuela: MAI iliba TAP e aeroporto de Lisboa no caso do voo que transportou Guaidó

Polémica levou mesmo o Governo venezuelano a suspender por 90 dias os voos da TAP para a Venezuela.

O ministro da Administração Interna revelou, este domingo, que o relatório da Inspeção-Geral da Administração Interna (IGAI) iliba a companhia aérea TAP e o aeroporto de Lisboa de terem violado as regras de segurança no caso do voo para a Venezuela, onde seguia Juan Guaidó e o tio.

Eduardo Cabrita recebeu este sábado o relatório. Recorde-se que o Governo da Venezuela acusou a TAP de ter violado "padrões internacionais" ao ter permitido o transporte de explosivos e por ter ocultado a identidade do líder da oposição, Juan Guaidó, na viagem, o que levou o ministro a instaurar um inquérito a um eventual falha de segurança no aeroporto de Lisboa e no acesso ao voo.

"Os resultados preliminares que acabei de receber desse relatório são muito claros ao indicar que, no aeroporto de Lisboa, na atuação quer das autoridades aeroportuárias, quer da companhia aérea TAP, não houve nenhuma violação de regras de segurança", afirmou Eduardo Cabrita, em declarações à RTP.

De realçar que a polémica levou mesmo o Governo venezuelano a suspender por 90 dias os voos da TAP para a Venezuela.