Internacional

Militares turcos morrem após ataque em Idlib. Erdogan convoca conselho extraordinário

Número de mortos é incerto.


Pelo menos nove soldados turcos morreram, esta quinta-feira, num ataque aéreo em Idlib, no norte da Síria, levando o presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, a convocar um conselho de segurança extraordinário, avança a Reuters, que cita a agência Anadolu.

No entanto o número de mortos no confronto é incerto. Enquanto a Reuters avança que há nove vítimas mortais, o Observatório Sírio para os Direitos Humanos diz que pelo menos 34 soldados turcos morreram.

A autoria do ataque é também uma incógnita. O governo turco atribui a autoria do ataque às forças governamentais sírias ou aos aliados, as forças russas.

Segundo o Observatório Sírio para os Direitos Humanos as forças do governo, apoiadas pela Rússia, tomaram o controlo total da região sul de Idlib após novos avanços contra os rebeldes nos últimos três dias. Segundo a organização, neste momento têm sob controlo cerca de 60 cidades e vilas na zona sul de Idlib e na província vizinha de Hama.