Vida

Carolina Deslandes de luto

"Saiba que foi profundamente amada e será assim até ao fim dos tempos", escreveu na publicação. 

A cantora Carolina Deslandes partilhou, esta sexta-feira, através da sua conta oficial de Instagram, que está a passar por um momento difícil. A avó da intérprete da música "Amor para a Vida Toda" morreu hoje.

Através de uma fotografia onde pode ler-se "dói todos os dias a ausência de alguém que já esteve aqui", a cantora fez diversos elogios à avó. "Era uma força da natureza, foi com ela que percebi o porquê das tempestades terem nome de mulher. Erguia-se no pior dos cenários e continuava a caminhar, fazia toda a gente parar à sua volta com o seu jeito autêntico de ser", começa por escrever.

Deslandes aproveitou ainda para recordar uma história que a deixa orgulhosa de ser neta da "avó Redonda", como era carinhosamente tratada. "A minha avó estava a voltar para casa de táxi e mandou-o parar para ajudar uma mulher que estava a ser agredida pelo namorado no meio da rua. Depois disso saltou para a estrada e obrigou os carros a pararem e a ajudá-la também. É assim que quero que seja lembrada. Ana Maria, avó Redonda, Dona Ana, a mais corajosa das mulheres. Ate já. Descanse em paz", pode ainda ler-se na publicação.

"Saiba que foi profundamente amada e será assim até ao fim dos tempos", completou.     

 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Podia sentar-me e contar-vos milhares de histórias sobre a minha avó. Histórias que vos iam fazer rir até vos doer a barriga, histórias que vos iam fazer chorar até vos faltar o ar, histórias que dão vontade de aplaudir e histórias que dão vontade de gritar “essa mulher é doida”. Era uma força da natureza, foi com ela que percebi o porquê das tempestades terem nome de mulher. Erguia-se no pior dos cenários e continuava a caminhar, fazia toda a gente parar à sua volta com o seu jeito autêntico de ser. Era também a autora da melhor comida que alguma vez provei na vida. Podia contar-vos milhares de histórias sobre a minha avó, mas deixo-vos esta: a minha avó estava a voltar para casa de táxi e mandou-o parar para ajudar uma mulher que estava a ser agredida pelo namorado no meio da rua. Depois disso saltou para a estrada e obrigou os carros a pararem e a ajudá-la também. É assim que quero que seja lembrada. Ana Maria, avó Redonda, Dona Ana, a mais corajosa das mulheres. Ate já. Descanse em paz. Saiba que foi profundamente amada e será assim até ao fim dos tempos.❤️

A post shared by Carolina (@carolinadeslandes) on