Desporto

Bruno de Carvalho anuncia candidatura à presidência do Sporting

"Chega de sermos humilhados, geridos por incompetentes, chega de protótipos de candidatos cheios de medos e desvarios!".

Bruno de Carvalho anunciou, este sábado, na Rádio Estádio, que vai lutar pela sua reintegração no Sporting e que será candidato à liderança do clube.

O antigo presidente do clube de Alvalade, que foi excluído de sócio e é arguido no processo do ataque à Academia de Alcochete, sublinhou que quer " colocar novamente o Sporting no lugar de onde nunca devia ter saído" e deixou críticas à atual direção so Sporting.

"Perante tudo aquilo aquilo que vi no tribunal, perante o fim da produção de prova, perante aquilo que tenho estado a ver no Sporting Clube de Portugal, perante toda a incapacidade de Frederico Varandas em gerir o Sporting Clube de Portugal, perante toda a cobardia de toda a gente que está por detrás de pedras à espera que o Sporting bata ainda mais no fundo, perante todo este atropelo de treinadores atrás de treinadores, despedem as pessoas todas, fazem tudo, eu tomei aqui uma decisão: Rogério Alves pediu para que os sportinguistas que não quisessem nada se chegassem à frente. Eu cheguei-me à frente e 'disse eu não quero nada, deixem-me ajudar'. Não quiseram e ignoraram-me. Por isso, venho dizer hoje e agora aos sportinguistas que sou candidato ao Sporting Clube de Portugal", afirmou Bruno de Carvalhoem entrevista à Rádio Estádio.

"A partir de hoje vou lutar pela minha reintegração, vou lutar pela minha reeleição e vou, conjuntamente com todos os sportinguistas, colocar novamente o Sporting no lugar de onde nunca devia ter saído. E podem dizer o que quiserem, as loucuras que quiserem. Mas eu e os meus advogados já estamos a tratar [disto]. A partir de hoje sou candidato ao Sporting Clube de Portugal, pelo Sporting, pelo meu amor ao Sporting, pelos sportinguistas e pelo lugar que o Sporting nunca devia ter perdido", acrescentou.

"Chega de sermos humilhados, geridos por incompetentes, chega de protótipos de candidatos cheios de medos e desvarios!", finalizou.