Sociedade

Pai e filho sequestrados em Santa Maria da Feira

"Pensei que nos iam matar aos dois", afirmou o pai, um idoso de 81 anos.

Um homem e o seu filho foram sequestrados na sua própria residência, em Gião, Santa Maria da Feira, na madrugada desta segunda-feira. "Acordei com homens encapuzados e armados a gritar para eu me levantar ou que me matavam de imediato", recordou o homem de 54 anos, em declarações ao Jornal de Notícias.

Os criminosos invadiram um minimercado, no mesmo edifício onde os familiares vivem, e depois de terem assaltado o estabelecimento entraram numa porta que dava acesso à casa das vítimas.

O filho foi o primeiro a ser acordado e ameaçado. Depois de lhe terem pedido dinheiro e a vítima ter entregado 60 euros aos assaltantes, estes encostaram-lhe uma arma à cabeça e uma faca ao pescoço. "Queriam mais dinheiro", referiu.

Ameaçaram, caso este não revelasse os códigos dos seus cartões Multibanco, que lhe iriam cortar um dedo. Depois de o idoso, um homem de 81 anos, ter acordado, os assaltantes puseram-lhe um pano sobre a boca e ameaçaram sufocá-lo caso este não entregasse todo o dinheiro que tinha. Depois de ter entregado 800 euros aos criminosos, estes roubaram as chaves do veículo e colocaram-se em fuga.  "Pensei que nos iam matar aos dois", afirmou o pai.

As autoridades estiveram no local a recolher os testemunhos das vítimas. Os assaltantes encontram-se em fuga.