Desporto

"Este foi o meu último jogo à frente do Sporting"

"Acho que o Sporting tem que começar já a pensar na próxima temporada para que não volte, para o ano, a ter dissabores como teve este ano", disse o treinador.

Jorge Silas anunciou, após a derrota dos leões contra o Famalicão, esta terça-feira, que este tinha sido o seu último jogo enquanto treinador do Sporting

""Este foi o meu último jogo à frente do Sporting. Aqui deram-me a oportunidade de aprender coisas que se calhar nunca iria aprender. É uma decisão que começou a ser pensada logo a seguir ao jogo na Turquia, sem volta atrás. Por várias razões que eu não vou enumerar, mas volto a dizer, foi um orgulho enorme representar o Sporting", afirmou Silas, durante a conferencia de imprensa após o jogo contra a equipa minhota.

"Acho que realmente poderíamos ter feito mais numa ou outra situação, mas se não fizemos foi inconscientemente. Todos poderíamos ter feito mais. Esta decisão também foi tomada a pensar no Sporting. Acho que o Sporting tem que começar já a pensar na próxima temporada para que não volte, para o ano, a ter dissabores como teve este ano", acrescentou o treinador.

"O mais natural é nos sairmos e o Sporting começar a pensar num treinador que possa vir para o ano e comece já a trabalhar com estes jogadores e a pensar naquilo que será a sua ideia de jogo, porque acho que isso será muito importante para o Sporting. O soberano é o melhor do Sporting. Não sei se me iam perguntar sobre isto, eu acho que sim, e por isso já fica", continuou Silas.

O técnico ainda falou de  Rúben Amorim, que irá assumir o seu lugar. "Sobre o Rúben [Amorim], repito o que já tinha dito quando ele estava no Casa Pia. Será um grande treinador, é jovem como eu, tem muito para aprender, todos temos. Vai precisar de muita ajuda, vem para um desafio enorme e eu, como ex-colega e amigo, desejo-lhe o melhor e digo já que vai precisar de muita ajuda, porque isto é um desafio para gente de coragem, é um contexto difícil, como todos nós sabemos" concluiu.