Internacional

Lembra-se da menina síria que se ria quando uma bomba caía? Saiba o que aconteceu à família

Pai criou jogo de gargalhadas para filha não ter medo das bombas na Síria. Vídeo tornou-se viral.


A história de Abdullah Al-Mohammad e da filha tornou-se viral, depois de este pai, de 32 anos, partilhar a solução que arranjou para transformar o medo da filha em autênticas gargalhadas.  O homem criou um jogo com a menina de três anos, Salwa, para que não tivesse pavor das bombas que caem na localidade de Saraqib, na Síria, dizendo-lhe que sempre que ouvisse aquele estrondo tinha de rir desalmadamente. Agora, o governo turco ajudou a família a fugir da Síria.

Segundo a BBC, que cita a agência turca Anadolu, a família chegou em segurança à Turquia, depois de o governo daquele país ajudar Salwa e os pais a atravessar a fronteira, no passado dia 25 de fevereiro.

A família terá sido levada para um campo de refugiados em Reyhanli, no sul da Turquia.

Bethan Mckernan, repórter do Guardian, partilhou uma fotografia do pai e da filha no Twitter esta terça-feira.

"Pela primeira vez na vida, ela pode rir de coisas normais", escreveu, na legenda da imagem onde Salwa surge sorridente.

I am happy to report that 3-year-old Salwa and her parents have made it safely out of Idlib to Turkey. The family made headlines for a game where dad Abdullah got Salwa to laugh at falling bombs to protect her from trauma. For the first time ever, she can laugh at normal things. pic.twitter.com/jTET7z7rRj

— Bethan McKernan (@mck_beth) March 3, 2020