Politica

Inseminação pós-morte pode avançar

Proposta deverá ser aprovada. 

O Partido Socialista entregou uma proposta para alterar a lei da procriação medicamente assistida, permitindo a inseminação pós-morte. De acordo com o texto, esta alteração aplica-se também a pedidos já existentes, em que exista um documento da pessoa falecida com essa indicação.

Bloco a favor 

O partido de Catarina Martins já se mostrou a favor desta alteração e, por isso, a proposta deverá ser aprovada. Além disso, o BE pondera apresentar uma iniciativa própria.