Politica

Costa quer ouvir partidos antes de anunciar medidas de restrição

Governo anuncia medidas de restrição esta noite.

A reunião do Conselho de Ministros, que começou ao início da manhã desta quinta-feira, foi suspensa para que o primeiro-ministro possa reunir com os partidos com assento parlamentar, de forma a transmitir-lhes as medidas que estão a ser estudadas e ouvir as suas sugestões e contributos face à epidemia de Covid-19.

O anúncio foi feito por António Costa aos jornalistas, em Belém, que realçou que sendo esta uma “matéria com tão grande impacto na vida das famílias e sociedade", é "útil e necessário que todos os partidos sejam ouvidos”.

“Estamos a falar de uma situação sem um fim previsível”, destacou, acrescentando depois que o Conselho de Ministros se volta a reunir pelas 20h00. "Às oito da noite o Conselho de Ministros reúne para tomar as medidas necessárias", explicou. Só no final serão anunciadas as medidas do Governo.

Questionado sobre a possibilidade de encerramento das escolas, o primeiro-ministro disse que "a deslocalização do contacto do espaço educativo para outros espaços conviviais não resolve o problema" e apelou a todos os trabalhadores de empresas e entidades que suspenderam atividade e aos alunos cujos estabelecimentos de ensino decidiram encerrar que se abstenham de atividades como ir à praia. "Compreendam que devem ter um esforço acrescido e procurar evitar situações de convívio. Não é pelo facto de não estar na sala de aula e estar noutro espaço de convívio que o risco de contaminação é menor”,considerou.

"Temos de ter consciência que cada um de nós pode, sem saber, ser portador de vírus que pode estar a transmitir aos outros, o que põe sobre nós uma grande responsabilidade", rematou.