Politica

Rio apoia medidas do Governo “mesmo que não sejam simpáticas” e vai incentivar outras

“Se algumas não forem tomadas, é nosso dever incentivar que o Governo tome essas medidas", afirmou presidente do PSD.

Já acabou a reunião entre o líder do PSD e o primeiro-ministro. No final do encontro, que durou cerca de uma hora, Rui Rio sublinhou que irá "em nome do interesse nacional" apoiar as medidas impostas pelo Governo, além de “incentivar” outras.

O PSD apoiará "todas as medidas que entenda, quer do ponto de vista politico e técnico, mesmo que não sejam simpáticas, é nosso dever, em nome do interesse nacional, apoiar essas medidas", afirmou Rui Rio.

“Se algumas não forem tomadas, é nosso dever incentivar que o Governo tome essas medidas", sublinhou, sem no entanto adiantar se se referia ao encerramento das escolas. "Já podemos aprender com os erros que os italianos cometeram".

Sublinhe-se que o encerramento de todas as escolas não é defendido pelo Conselho Nacional de Saúde Pública, que o Executivo fez questão de ouvir antes de tomar qualquer decisão nesse sentido.

Este órgão consultivo do Governo considera que o fecho das escolas deve ser feito caso a caso e só por ordem das autoridades de saúde.

A diretora-geral da Saude, Graça Freitas, considerou mesmo “desproporcionada” a decisão que alguns estabelecimentos de ensino tomaram de fechar portas por prevenção.