Politica

Trabalhadores da área da Saúde necessários para reforçar serviços contratados por quatro meses

Simplificação da contratação dos trabalhadores foi aprovada pelo Governo no Conselho de Ministros da passada semana.

A ministra da Saúde, Marta Temido, assinou um despacho que define que os trabalhadores da área da saúde necessários para reforçar os serviços e fazer face ao combate à pandemia de Covid-19 terão um contrato a termo de quatro meses.
As competências destas contratações ficam a cargo dos dirigentes máximos, órgãos de direção ou de administração, dos organismos, serviços e demais entidades da saúde, incluindo o setor público empresarial.

Segundo o despacho, datado de 15 de março, os dirigentes máximos, órgãos de direção e órgãos de administração "devem comunicar, mensalmente, à Administração Central do Sistema de Saúde, I. P., os contratos celebrados nos termos do presente despacho”.

Recorde-se que, no Conselho de Ministros da passada quinta-feira, o Governo aprovou a contratação de médicos aposentados, sem sujeição aos limites de idade, e a suspensão dos limites de trabalho extraordinário, bem a simplificação da contratação dos trabalhadores e a mobilidade de trabalhadores.

As várias medidas aprovadas têm caráter excecional e urgente.