Internacional

Viagens não essenciais suspensas durante 30 dias na União Europeia

Ursula von der Leyen reconheceu que "a Europa é fortemente afetada pelo vírus".

A Comissão Europeia anunciou, esta segunda-feira, que será suspensa, de forma temporária, a circulação na União Europeia (UE).

A medida é uma das várias apresentadas pela presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, em Bruxelas, face à pandemia de Covid-19. Assim, para prevenir a propagação do novo coronavírus, serão criadas "vias verdes/rápidas para dar prioridade ao transporte essencial", para que seja assegurada a continuidade económica" e serão restringidas, de forma temporária, durante pelo menos 30 dias,  "todas as viagens não essenciais para a União Europeia”.

A decisão foi anunciada, depois de Ursula von der Leyen reconhecer que "a Europa é fortemente afetada pelo vírus".

"Claro que haverá exceções, por exemplo, para os cidadãos da UE que queiram regressar a casa, para os trabalhadores dos sistemas de saúde - como médicos, enfermeiros e também cientistas que estão a trabalhar numa solução para esta crise -, e ainda para residentes e trabalhadores fronteiriços", precisou.