Sociedade

EMEL suspende pagamentos e avenças noturnas passam a ser de 24 horas

Vão existir fiscalizações, mas apenas para impedir o estacionamento abusivo que possa impedir a circulação de outros veículos, como transportes públicos ou de emergência.


A Câmara Municipal de Lisboa anunciou que, de forma a conter a propagação da Covid-19, o “pagamento [do estacionamento] na via pública” está suspenso, tal como as ações de fiscalizações.

Também o prolongamento da data de validade dos dísticos e o alargamento das avenças noturnas para avenças de 24 horas foram duas das medidas anunciadas esta segunda-feira pela CML. Entre as medidas que entram agora em vigor, a CML decidiu ainda permitir o estacionamento gratuito dos veículos com dístico de residente válido “para a área de implementação do parque” nos parques de estacionamento da Empresa Municipal de Mobilidade e Estacionamento de Lisboa (EMEL).

A EMEL e a Polícia Municipal vão, no entanto, continuar a fiscalizar o estacionamento na cidade, de forma a impedir que possíveis estacionamentos abusivos impeçam a circulação de outros veículos, como transportes públicos ou de emergência.

Em comunicado, também a Empack anunciou que “os cerca de 1500 residentes com avenças noturnas nos seus parques de estacionamento” passam a ter “estacionamento por 24h todos os dias da semana até ao próximo dia 9 de Abril”.