Internacional

OMS afirma que dinheiro não é veículo de transmissão ativa de covid-19

Organização Mundial de Saúde assegura que “esta doença se transmite através de gotículas libertadas pelo nariz ou boca quando tossimos ou espirramos". Ainda assim, as gotículas podem “depositar-se nos objetos ou superfícies que rodeiam a pessoa infetada e depois infetar os outros que ali tocarem", pelo que é importante lavar sempre as mãos.

A Organização Mundial da Saúde esclareceu, esta terça-feira, que  dinheiro não é um veículo de transmissão da covid-19, como tem sido noticiado. Num comunicado divulgado esta terça-feira, Fadela Chaib, porta voz da organização, sublinhou que a organização “nunca” indicou que dinheiro era um veículo de transmissão do novo coronavírus.

“As nossas palavras foram deturpadas”, disse, citado pelo jornal espanhol ABC. "Quando essa questão foi colocada pelos media ingleses alertámos para o facto das pessoas terem de lavar as mãos depois de manusearem o dinheiro por ser uma boa prática de higiene. Não foi uma forma de dizer que o dinheiro transmitia o novo coronavírus”, confirmou Fadela Chaib.

A imprensa inglesa tinha avançado que a OMS não excluía a hipótese do vírus sobreviver nas notas bancárias e que a organização internacional pedia às pessoas para lavar as mãos depois de as utilizarem. A OMS assegura que “esta doença se transmite através de gotículas libertadas pelo nariz ou boca quando tossimos ou espirramos, que podem atingir diretamente a boca, nariz e olhos de quem estiver próximo”.

As gotículas podem “depositar-se nos objetos ou superfícies que rodeiam a pessoa infetada e depois infetar os outros que ali tocarem e levarem as mãos aos olhos, nariz ou boca”.