Internacional

OMS alerta para "número significativo de jovens" que já morrerram

Michael J. Ryan, diretor executivo e chefe de emergências da OMS, alerta que não é verdade que a covid-19 "só mata idosos".

A conferência de imprensa da Organização Mundial de Saúde (OMS) desta quarta-feira ficou marcada pelas palavras de Michael J. Ryan, diretor executivo e chefe de emergências da Organização Mundial de Saúde (OMS), que alertou para a ideia incorreta que a covid-19 “só mata pessoas idosas”.

O responsável chamou a atenção que, até ao momento, já “há também um número significativo de jovens que faleceram”. Michael J. Ryan deu mesmo o exemplo da Coreia do Sul onde a maioria das vítimas mortais – 84, segundo os últimos dados oficiais – “não eram idosos”.

O médio irlandês referiu que os adultos saudáveis podem desenvolver sintomas graves na sequência do novo coronavírus e pediu ainda que seja dedicada uma atenção especial às crianças.