Politica

Estudantes querem suspender propinas

Presidente da Associação Académica de Coimbra considera que “é de elevada justeza social a suspensão imediata" por causa do coronavírus 

A Associação Académica de Coimbra enviou um pedido ao Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior para a suspensão imediata das propinas no Ensino Superior, “enquanto se mantiver este estado de exceção, com o objetivo de manter a estabilidade da capacidade económica dos agregados familiares”.

Daniel Azenha considera que “é de elevada justeza social a suspensão imediata desta taxa”.

O líder da Associação Académica de Coimbra defende ainda que “esta tributação deve ser revista tendo em conta a limitação da atividade das Instituições de Ensino Superior bem como o caráter económico e social excecional que o nosso país atravessa hoje”.