Internacional

Irão na iminência de ultrapassar as 2 mil mortes provocadas pelo coronavírus

No mesmo dia, o Presidente do Irão, Hassan Rouhani, disse que as sanções deviam ser levantadas, caso os Estados Unidos queiram ajudar o país, adiantando não ter intenção de aceitar a oferta de ajuda humanitária de Washington.  

O Irão está na iminência de ultrapassar as 2 mil mortes provocadas pelo novo coronavírus. Esta segunda-feira, o porta-voz do Ministério da Saúde iraniano, Kianush Jahanpur, anunciou 127 mortes, totalizando 1812.

Através da televisão estatal, citada pela Reuters, o porta-voz anunciou ainda que o número de infetados já vai em 23 049.

Nas últimas 24 horas, Jahapur disse que 1411 iranianos foram infetados pelo vírus em toda a República Islâmica, que tem tido o pior surto do Médio Oriente. 

O Irão está na iminência de ultrapassar as 2 mil mortes provocadas pelo novo coronavírus. Esta segunda-feira, o porta-voz do Ministério da Saúde iraniano, Kianush Jahanpur, anunciou 127 mortes, totalizando 1812.
Através da televisão estatal, citada pela Reuters, o porta-voz anunciou ainda que o número de infetados já vai em 23 049.
Nas últimas 24 horas, Jahapur disse que 1411 iranianos foram infetados pelo vírus em toda a República Islâmica, que tem tido o pior surto do Médio Oriente. 

No mesmo dia, o Presidente do Irão, Hassan Rouhani, disse que as sanções deviam ser levantadas, caso os Estados Unidos pretendam ajudar o país, adiantando não ter intenção de aceitar a oferta de ajuda humanitária de Washington.