Politica

“O inverno vai ser vivido sem vacina”, disse Marcelo

PR reiterou que “ninguém quer mentir a ninguém"

O Presidente da República defendeu, esta terça-feira, que “é preciso manter” a coesão. Marcelo Rebelo de Sousa falava no final de uma sessão, na sede do Infarmed, que juntou também o presidente da Assembleia da República e o primeiro-ministro.

“Estamos todos a remar no mesmo sentido”, afirmou o Presidente da República, após a sessão explicativa no Infarmed sobre a situação epidemiologica da covid-19. A sessão juntou ainda líderes dos partidos políticos.

Marcelo Rebelo de Sousa voltou a afirmar que “ninguém quer mentir a ninguém” e que os especialistas estão a dar “ todos os dados disponíveis”.

“O inverno vai ser vivido sem vacina”, afirmou, realçando que “ ainda é cedo para se ter certezas “Por outro lado, Marcelo fez ainda questão de sublinhar que saiu da reunião no Infarmed menos preocupado, “apesar de ainda não ser fazer previsões certas”. No próximo dia 2 de abril haverá novo ponto de situação com os especialistas e responsáveis políticos.

Nessa data também termina o prazo do atual estado de emergência. O primeiro-ministro já admitiu que pode ser renovado. O prazo é de 15 dias.