Sociedade

Santuário de Fátima oferece três ventiladores ao SNS

"Além dos ventiladores e da cedência de espaços, o Santuário disponibilizou ainda equipamentos logísticos, como camas, colchões e outros, para uso da Proteção Civil em caso de necessidade".

O Santuário de Fátima comprou três ventiladores para o Serviço Nacional de Saúde (SNS) e disponibilizou, desde o início da pandemia, várias instalações para uso da Proteção Civil Municipal. O anúncio foi feito esta terça-feira em comunicado.

Segundo a nota, este está a ser "um período também difícil" para o Santuário, mas "não poderia deixar de se associar, de forma significativa, a este esforço coletivo de contribuir para o reforço dos meios de socorro da população portuguesa, neste momento particularmente exigente quer para Portugal, quer para o mundo inteiro”.

O Santuário de Fátima realça ainda que desde há duas semanas que tem registado “uma descida acentuada do número de peregrinos, com o cancelamento de mais de centena e meia de grupos que tinham as suas peregrinações agendadas para os meses de março, abril e maio". Contudo, "desde a primeira hora" e "com a discrição necessária", tem "articulado a sua ação com todas as autoridades locais e nacionais da proteção civil e saúde, respetivamente, colocando ao seu dispor os meios próprios de socorro".

"Além dos ventiladores e da cedência de espaços, o Santuário disponibilizou ainda equipamentos logísticos, como camas, colchões e outros, para uso da Proteção Civil em caso de necessidade", acrescenta, referindo ainda que se tem esforçado para "ser uma presença constante nas casas dos portugueses, levando, através das suas redes sociais, o conforto espiritual através da oferta diária de duas missas e dois momentos de recitação do rosário".

"E amanhã (quarta-feira) acolherá uma das celebrações religiosas mais importantes, que será a renovação da consagração de Portugal e de Espanha ao Sagrado Coração de Jesus e ao Imaculado Coração de Maria, o que acontece pela primeira vez, em simultâneo e em conjunto nos dois países", informa.