Internacional

Médico russo que esteve recentemente com Putin diagnosticado com coronavírus

O Presidente russo visitou o hospital e esteve à conversa com o médico, agora infetado, sem qualquer tipo de equipamento de proteção.

Denis Protsenko, médico chefe de um hospital que trata pacientes com coronavírus em Moscovo, testou positivo para a covid-19. O presidente Vladimir Putin tinha visitado aquela unidade hospitalar, na semana passada, e estado à conversa com o responsável de saúde.

No Facebook, Denis Protsenko confirmou a informação dada pela imprensa internacional, adiantado que se encontra em isolamento. Contudo, disse que vai continuar seu trabalho como chefe do hospital. "Caros amigos, estou realmente emocionado com as suas preocupações. Sim, testei positivo para a covid-19, mas sinto-me muito bem” escreveu naquela rede social.

No passado dia 24 de março, o Presidente russo visitou o hospital e esteve à conversa com o médico, agora infetado, sem qualquer tipo de equipamento de proteção, o que criou rumores de que Putin possa ter sido contagiado. O porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, reagiu e garantiu à comunicação social que Putin não tem covid-19. “[Putin] é testado regularmente para o coronavírus. Está tudo normal”, disse.